terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Maldição ou Benção? O que a mulher de Jó proferiu á Deus.



"Jó, sentado em cinza, tomou um caco para com ele raspar-se. Então, sua mulher lhe disse: Ainda conservas a tua integridade? Amaldiçoa a Deus e morre.” Jó 2:8-9



Todos já ouviram sobre a famosa história do sofrimento de Jó. A Bíblia conta sobre como, repentinamente, ele passou de homem rico e próspero para uma criatura miserável. Quem conhece um pouco mais de Bíblia irá se recordar da mulher de Jó. Ao ver que o marido permanecia fiel ao Senhor mesmo naquela situação, ela não resistiu e disse: “Amaldiçoa a Deus e morre!”

A grande pergunta é: a esposa de Jó realmente amaldiçoou Deus? Em português vemos claramente que sim. Contudo, para termos certeza, examinemos o que diz no original, em hebraico:


Barech Elohim vamut;


A tradução literal disto é: abençoa Deus e morre. Ela utiliza o imperativo , que está relacionado a abençoar. A raiz é a mesma que para joelho. A bênção, na tradição antiga, era dada sobre o joelho. Acreditava-se que o sêmen ficava nessa parte do corpo (a palavra genealogia vem de geni = joelho). Não há na Bíblia a expressão amaldiçoe Deus.


Bom, se é assim, por que a palavra foi traduzida como amaldiçoe? Possivelmente, o que ocorreu foi que o redator do livro de Jó, por respeito ao nome de Elohim, não teve coragem de escrever a expressão “amaldiçoe Deus”, e usou “abençoe” como eufemismo:

EUFEMISMO: "Retórica Figura que consiste na substituição de um termo ou expressão rude, chocante ou inconveniente por outro mais suave ou agradável."



Esse eufemismo (a troca da palavra amaldiçoar por abençoar) é encontrado novamente em I Reis 21:10-13. Dois homens acusam Nabote de blasfemar contra Deus. A expressão ali é:


Berach Navot Elohim;

O texto é traduzido como: “Nabote blasfemou contra Deus”. Na verdade, o que se lê em hebraico é que Nabote proferiu bênçãos a Deus. Neste caso, é claro o eufemismo, pois seria uma contradição ele ser morto por abençoar Deus.


É possível que, no caso de Jó e sua mulher, tenha ocorrido o mesmo fenômeno, isto é, ela ordenou que o marido amaldiçoasse o Senhor, apesar de o texto dizer o contrário.


"Baruch atá adonay Eloheinu melech haolam"
 Bendito sejas tu ó Eterno nosso D-us, Rei do universo.

fonte: café com hebraico/ livro de Jó.

Por Pr. Anderson Araújo.

8 comentários:

  1. Caro Ev. Anderson Araújo,

    Shalom!

    É isso que dá andar com um hebraista como o Pr. Marcello de Oliveira, rsrss!

    Grato e receba os meus parabéns!

    Um grande abraço!

    Pr. Carlos Roberto

    ResponderExcluir
  2. Meu amigo Pr. Carlos Roberto;

    Shalom;

    Pois é Reverendo, andar com pessoas do nível de vocês acontece dessas coisas mesmo,rsrsrs....

    Muito obrigado por seu depoimento e honrosa visita.

    um grande abraço;

    seu conservo menor;

    Pr. Anderson Araujo.

    ResponderExcluir
  3. Olha ai um texto do meu blog sendo reproduzido !!!
    Obrigado por transmitir o texto um eterno Shalom.


    Eduardo
    http://cafecomhebraico.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Shalom Alechem!

    Concordo com o "eufemismo", mas não necessariamente quer dizer o contrário, aliás o judeu não costuma usá-lo para o antônimo, não quer dizer que ela pediu para Jó amaldiçoar ou invés de abençoar. Afinal ela não morre por isso, como acontece na comparação a I Reis 21.10-13.
    Pelo contexto, acredito que ela quis dizer algo como: Despedisse de Elohim e morre.
    Ou então como encontrada na João Ferreira de Almeida de 1890, "Louva a Deus e morre".

    Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Mas será que na época eles pensaram nisso?

    e seria como uma mentira correto?
    se falou, falou não tem o que tirar o sentido literal da palavra, penso que possa ter sido o contrário sim, benção a Elohim.

    ResponderExcluir
  6. Meus irmãos, se apitarmos pelo que diz no original, certamente aprendemos melhor e disso dependem nossos irmãos que ensinam.

    ResponderExcluir
  7. Paz do Senhor.
    Achei muito interessante a pesquisa já qué nunca acreditei que a mulher de Jo proferiu essas palavras que por sua vez era uma mulher abençoada e sabia.
    O que explica isso é o fato dela ter vivido o segundo estado da vida de Jo que foi muito melhor que o primeiro. Como pode uma pessoa que amaldiçoa a Deus viver sua bênção?? E aína mais na época da lei...

    ResponderExcluir